12 filmes Cult para assistir na Netflix!

Filmes cult netflix

Para quem gosta de filmes Cult e não tem tempo para baixar ou comprar filmes, os serviços de streaming podem ser uma saída, visto que com  o fim das locadoras não restou muitas opções. Claro que as raridades ainda estão faltando mas a Netflix tem adicionado títulos interessantes ultimamente. Pensando nisso resolvi fazer uma listinha inicial de alguns cult que vi por lá. Lembrando que o catalogo do serviço pode mudar ok? Aproveite também para comentar algum titulo que não apareceu aqui e divirta-se.

A Pele que Habito (2011)

12 filmes cult para assistir na netflix!

Direção: Pedro Almodóvar

Sinopse

Um evento traumático arruína o estranho relacionamento entre um cirurgião plástico (Antônio Banderas) e a mulher (Elena Anaya) que ele mantém presa em sua luxuosa mansão.

Comentando

Neste thriller psicológico de cair o queixo Almodóvar nos brinda com um filme imerso em ironia e reflexão. A história de um cirurgião obcecado faz com que entremos em um universo quase que paralelo e surreal. Com um final surpreendente e cenas marcantes, este filme merece sua atenção.

Blue Jasmine (2013)

12 filmes cult para assistir na netflix!

Direção: Woody Allen

Sinopse

Uma socialite de Nova York (Cate Blanchet), profundamente perturbada e em negação depois que seu casamento acabou, chega em São Francisco para morar com sua irmã (Sally Hawkins), onde começa a trabalhar em um dentista e faz sua irmã reavaliar suas opções com relação aos homens.

Comentando

Pra quem gosta dos filmes de Woody Allen, já sabe, muito jazz e ironia. Com Blue Jasmine não foi diferente, Cate Blanchet arrasa no papel de uma ex-socialite em decadência morando com sua irmã proletária, Ginger, interpretada por Sally Hawkins, que também não fez feio. Pra quem gosta de flertar com luta de classes e cinema este filme com certeza é sua melhor pedida.

Brazil O Filme (1985)

12 filmes cult para assistir na netflix!

Direção: Terry Gilliam

Sinopse

Sam Lowry (Jonathan Price) vive em um Estado futurista totalitário controlado pelos computadores e pela burocracia, onde todos são governados por fichas e cartões de crédito. Em meio à opressão, Sam acaba se apaixonando por Jill Layton (Kim Greist), uma terrorista.

Comentando

Para quem gosta de ficção cientifica este aqui pode ser uma ótima pedida. Uma fantástica viagem a um futuro que se perde em burocracia e tecnologia. Um filme irônico e bem construído sobre o poder e a loucura social. Com cenários propositalmente caóticos e cenas oníricas não é difícil entender o terror psicológico vivido pelos personagens que buscam uma fuga da realidade em que estão inseridos. Vale ressaltar a participação de Robert De Niro.

Cake, uma razão para viver (2014)

12 filmes cult para assistir na netflix!

Direção: Daniel Barnz

Sinopse

A depressiva e traumatizada Claire Simmons (Jennifer Aniston) fica obcecada pela história do suicídio de Nina (Anna Kendrick), uma colega do grupo de autoajuda. Claire passa então a ter visões com Nina e decide investigar sua vida. Aos poucos, Claire desenvolve uma relação inesperada com Roy, o ex-marido de Nina.

Comentando

Antes de mais nada Cake não é um filme de superação, pode até ser, mas funciona mais como um relato de uma mulher enfrentando a doença. O cuidado e delicadeza com o tema no filme evita justamente banalizar a doença e oferecer formulas mágicas. Aniston surpreende neste dramallhão, pelo menos sempre vi trabalhos dela no humor, nunca no drama. Anna Kendrick esteve palatável mesmo aparecendo em poucas cenas. Em suma este é um filme de sutilezas. Não conheço muito este diretor, já trabalhou em “A luta por um ideal” (2012) com Viola Davis, Holy Hunter e Maggie Gylenhall.

Cosmópolis (2012)

12 filmes cult para assistir na netflix!

Direção: David Cronenberg

Sinopse

Um jovem milionário mimado está decidido a cortar seu cabelo em um barbeiro específico, do outro lado de Nova York. Para isso, ele enfrenta o trânsito caótico da cidade em sua limusine. A cada esquina, ele percebe que há uma ameaça a seus negócios.

Comentando

Filme que esteve na competição em Cannes pela Palma de Ouro, baseado no romance de Don Delilo. David Cronenberg ousa em um filme de nicho, ou seja, tem que ter bagagem pra entender o contexto econômico mundial. Se não gosta de filmes sobre economia e discussões filosóficas, fuja desse aqui. Com uma direção nada comum, o filme tem como cenário a maior parte do tempo dentro de uma limousine. Este filme me pareceu um divisor de águas para Robert Pattinson que deixou sua digital no mundo dos filmes alternativos, particularmente e como um fã de Cronenberg eu  eu gostei bastante deste thriller.

De olhos bem fechados (1999)

12 filmes cult para assistir na netflix!

Direção: Stanley Kubrick

Sinopse

Quando Alice (Nicole Kidman) admite ter fantasias sexuais com um homem que conheceu ao acaso, seu marido, o médico Bill Hartford (Tom Cruise), fica obcecado com a ideia. Ele descobre um grupo sexual secreto e comparece a um dos encontros, percebendo que se envolveu mais do que deveria.

Comentando

Mais que um filme, uma obra de arte em si este filme poderso e controverso foi a despedida de Kubrick e deixou marcas. Com uma trilha contagiante composta por Jocelyn Pook entramos em um mundo obscuro e repletos de simbolismos espalhados pelos cenários, diálogos e cenas. Você vai precisar assistir mais de uma vez e com muita atenção para entender todos. Uma aventura sexual profana e lasciva, precisa-se de coragem e ficar de olhos bem abertos para assistir, vamos lá?

Clube da Luta (1999)

Direção: David Fincher

Sinopse

Um homem deprimido que sofre de insônia (Edward Norton) conhece um estranho vendedor chamado Tyler Durden (Brad Pitt) e se vê morando em uma casa suja depois que seu perfeito apartamento é destruído. A dupla forma um clube com regras rígidas onde homens lutam. A parceria perfeita é comprometida quando uma mulher, Marla (Helena Bonham Carter), atrai a atenção de Tyler.

Comentando

Pra min este filme já foi imortalizado pelos fãs e quem conhece os trabalhos de Fincher. Uma obra de questões polêmicas e que repensa o modo capitalista de viver ganha a forma de um transtorno de personalidade e nos dá uma lente macabra e humana da realidade. Se você gosta de psicodelia vai amar esse aqui, sem contar com a edição super dinâmica que caiu como uma luva ao filme.

Direito de amar (2009)

Direção: Tom Ford

Sinopse

George (Colin Firth) é um professor universitário que recentemente perdeu seu parceiro, Jim, em um acidente de carro. Muito abalado, ele planeja cometer suicídio. Conforme a rotina diária acontece junto de colegas de trabalho, estudantes e uma velha amiga (Juliane Moore), ele tomará sua decisão final.

Comentando

Um filme maduro e consistente, padrão dos filmes de Tom Ford. A química entre Colin Firth e Juliane Moore é perfeita. A dor de um homem maduro e gay de perder seu namorado nos comove com cenas cada vez mais profundas e bem feitas. Se está procurando um drama de qualidade, já tem esse aqui, depois não diga que não avisei.

Donnie Darko (2001)

Direção: Richard Kelly

Sinopse

Donnie (Jake Gyllenhaal) é um jovem excêntrico que despreza a grande maioria de seus colegas de escola. Ele tem visões, em especial de Frank, um coelho gigante que só ele consegue ver e que o encoraja a fazer brincadeiras humilhantes com quem o cerca. Um dia, uma de suas visões o atrai para fora de casa e lhe diz que o mundo acabará dentro de um mês. Donnie inicialmente não acredita, mas, momentos depois, a turbina de um avião cai em sua casa e ele começa a se perguntar qual é o fundo de verdade dessa previsão.

Comentando

Cadê os cinefilos de plantão? Se você não viu este aqui precisa agora, imediatamente. Uma historia narrada do ponto de vista de um jovem que sofre de esquizofrenia, e sofre de problemas de adaptação social. Uma trama misteriosa e aberta que gera ainda muitos debates e teorias acerca de uma obra que não morre tão cedo. Um ícone do mundo cult, Donnie é um personagem afrente de seu tempo, questionador, critico e verossímil, um verdadeiro clássico.

Dr. Fantástico (1964)

Direção: Stanley Kubrick

Sinopse

Um general insano que acredita que os comunistas planejam dominar o mundo dá ordens para bombardear a Rússia, iniciando processo de guerra nuclear. Ao mesmo tempo, o presidente e seus assessores do Pentágono tentam desesperadamente parar o processo.

Comentando

Um filme tão necessário aos anos 60 até  os dia de hoje. Kubrick nos brinda com essa dinâmica com[édia de humor negro sobre o medo nuclear. Com ironia e sarcasmo puro este é um filme que questiona o sentido da guerra e seus riscos para o futuro. Com uma divertida teoria da conspiração aterrorizante um filme marcante e eterno, você simplesmente precisa ver.

The Horror Rocky Picture Show (1975)

Direção: Jim Sharman

Sinopse

Os namorados Brad e Janet têm um pneu furado durante uma tempestade e descobrem a misteriosa mansão do louco cientista Dr. Frank-N-Furter (Tim Curry). Eles encontram uma casa cheia de personagens selvagens, incluindo um motociclista e um mordomo assustador. Através de danças sistemáticas e canções de rock, Frank-N-Furter revela sua mais recente criação: um homem musculoso chamado Rocky (Peter Hinwood).

Comentando

Um maravilhoso musical com muito rock e glamour que só os anos 70 possuía. Uma história simples mas cativante que reúne esterótipos sociais e personagens marcantes. Uma desconstrução lúdica de papeis e irreverência. Este filme precisa ser visto pelos amantes do bom e velho Rock and Roll.

Um método perigoso

Direção: David Cronemberg

Sinopse

Carl Jung (Michael Fassbender) trata a linda paciente Sabina Spielrein (Keira Kinghtley) de histeria pelos métodos de Sigmund Freud (Viggo Mortensen), mas alguns anos depois, Jung inicia um romance com Sabina, o que gera uma rivalidade entre os médicos.

Comentando

Polêmico e fascinate, a psicanalise sob o olhar de David Cronenberg ganha vida neste drama de tirar o folego. Você não querer perder Mortensen interpretando Freud e Fassbender dando uns tapinhas eróticos em Keira Kinightley) vai? Brincadeiras á parte, um filme que ousou mergulhar no mundo controverso da psicanálise e da sexualidade feminina. Um olhar charmoso e convidativo ao mundo  de revelações sexuais, com figurino e ambientação de cair o queixo, não perca!

About Tulio Cross 41 Articles
É o cinema como vida e como Arte que transcende a lógica do mercado, subverte questões e amplia o pensamento crítico. Expõe, discute e transforma.